Tag Archives: Associação Comercial

  • Pequenos empresários repensam negócio para compensar IPTU

    Pequenos e médios varejistas de São Paulo sentirão o impacto do aumento do imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana (IPTU). Empresas como Via Rosa Móveis, De Meo, e Armarinhos Fernando já repensam a operação para driblar a menor margem de lucro das redes.

    Empresários do setor temem ainda que a elevação do imposto acarrete em uma diminuição do poder de consumo do paulistano, uma vez que a alta do IPTU também será aplicada à pessoa física. O fato pode reforçar a desaceleração do comércio em 2014.

    Para o economista chefe da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Marcel Solimeo, o maior problema não é o aumento em si. “Em um momento com desaceleração de vendas, aumentar o IPTU em 35% no ano que vem e outra percentagem nos posteriores é mais um desestímulo.”

    Solimeo rebate uma das justificativas apresentadas pela Prefeitura de São Paulo, que indica valorização dos imóveis. “Ninguém paga impostos com o patrimônio, se paga com a renda”, afirma. Segundo o executivo, a medida deve desestimular “a abertura de novos empreendimentos.”

    Em entrevista ao DCI, o assessor econômico da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), Jaime Vasconcellos, aponta que o acréscimo de até 35% no IPTU pode afetar o comércio de duas formas. “Primeiro, diretamente pelo aumento, pois é uma parcela a mais da receita utilizada para cobrir custos. E também pela queda nas vendas, porque com a população pagando mais impostos, se tira um pouco do consumo familiar.”