• video

Globalweb Corp. avança em criptografia com solução 100% nacional

Manter o sigilo dos dados corporativos é missão estratégica para as companhias e a criptografia é a última fronteira da segurança, destaca o diretor comercial da Globalweb Corp., Marco Antônio Zanini. A empresa criou uma solução 100% nacional, homologada no ITI Brasil, para atuar no segmento. “A Era Snowden determinou esse novo modelo. Nós tivemos a nossa solução homologada pelo ITI para assegurar que ela está dentro dos padrões de segurança desejados”, acrescentou.

Em entrevista à CDTV do Portal Convergência Digital, Zanini observa que a criptografia é, sim, uma questão de soberania nacional e deve ser tratada como solução de estratégia de defesa. E a computação em nuvem ganha um papel relevante nesse desenho de proteção. “Hoje quem tem a gestão do negócio – e o responsável pela TI está nesse time – sabe que é preciso cuidar do maior valor da empresa: o dado”, destaca.

Mas o executivo da Globalweb Corp. admite que o mercado nacional ainda passa por um processo de evangelização. “Precisamos mostrar que o vazamento de informações provoca consequências ruins ao negócio”, pontua. Em tempos de exposição nas redes sociais, o consumidor  também está na mira da companhia. “A criptografia será para todos e a nossa solução está preparada também para o usuário final”, complementa. Assista a entrevista de Marco Antonio Zanini, diretor comercial da Globalweb Corp.

Segurança como serviço

A solução lançada pela Globalweb Corp oferece segurança, integridade e autenticidade a e-mails, arquivos e pastas dos colaboradores. Utilizando o hardware DINAMO, servidor de criptografia homologado pela ICP Brasil, o Safe 365 permite a troca de informações com 100% de sigilo, ou seja, com a garantia de que nenhuma pessoa sem autorização – de dentro ou de fora da empresa – possa ler o conteúdo.

O produto conta com três camadas de segurança, que podem ser contratadas em conjunto ou separadamente. Confira abaixo as especificações de cada uma:

·Safemail – Garante que os e-mails sejam lidos apenas pelos destinatários da mensagem. Nem mesmo o administrador da rede e do Exchange Server têm acesso ao conteúdo.

·Safedata – Oferece total segurança às informações armazenadas em servidores locais, incluindo arquivos em Word, fotos e vídeos. Os dados são visualizados apenas pelas pessoas autorizadas previamente pelo dono do arquivo.

·Safelogon – Para acessar a rede da corporação, o usuário deve inserir, além de usuário e senha, o código fornecido através de celular, crachá ou tokens de mercado. Dessa forma, assegura-se que apenas os usuários autorizados entrem no sistema e visualizem os arquivos corporativos.

 

Fonte: Convergencia Digital

 

 

Posted in: