40% do preço dos ovos de Páscoa é imposto, aponta pesquisa

Cerca de 40% do valor de um ovo de corresponde a impostos do Governo Federal. O índice foi calculado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário. Em Itapetininga (SP), o economista Vagner de Souza explica essa porcentagem corresponde a impostos o como Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e Impostos sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). “Depois tem os encargos salarias do trabalho de produção, os outros subprodutos utilizados na confecção das embalagens, o maquinário. Então existe essa série de impostos que se acumula e chega a essa percentagem final”, afirma.

Um ovo industrializado de 750 gramas, por exemplo, custa em média R$ 60. Desse total, quase R$ 23 são impostos que saem do bolso do consumidor direto para os cofres públicos. O publicitário Rogério Rodrigues se diz assustado ao saber da quantidade de impostos. “Surpreendente. Nu não sabia que os impostos chegavam a uma porcentagem tão alta”

A enfermeira Marli Vieira também se surpreende ao saber do valor dos impostos sobre o ovo da Páscoa. “Nossa… é que a gente não olha. É típico do brasileiro, comprar e não olhar. Está muito caro.”

E mesmo quem trabalha de maneira informal também não escapa do pagamento de alguns tributos que são repassados para o consumidor. Isso porque toda a matéria-prima é industrializada e já chega na cozinha com os tributos.

A doceira Marli Braga não tem noção da porcentagem de impostos que paga para produzir os ovos de chocolate artesanais, mas calcula todos os gastos: barra de chocolate, embalagens, formas e até as despesas extras. O ovo de páscoa artesanal é vendido, em média, 30% mais barato do que os das lojas porque não são pagos outras taxas como em uma empresa formal. “Tem que passar para o cliente os gastos de água, energia, e a gente acaba comprando os produtos, e nesses produtos são cobrados impostos. E o cliente, como consequência, também paga”, revela.

 

Fonte: G1

Posted in: