Previsões para TI em 2014, segundo o Gartner

O Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, revela as principais previsões para as empresas e usuários de TI para 2014 e os anos seguintes. Segundo a consultoria, a maioria das indústrias está enfrentando grande pressão para uma transformação fundamental, incluindo a adoção da digitalização para sobreviverem e continuarem competitivas.

As previsões e análises essenciais para as empresas vencerem os desafios do mundo digital serão apresentadas durante o Gartner Symposium ITxpo, entre os dias 4 e 7 de novembro, no Sheraton São Paulo WTC Hotel.

A pesquisa anual de previsões do Gartner sobre tendências da indústria “Top Industries Predicts 2014: The Pressure for Fundamental Transformation Continues to Accelerate” apresenta 12 hipóteses de planejamento estratégico que os CIOs, executivos seniores de negócios e líderes de TI devem considerar em suas iniciativas para o próximo ano.

“A transformação continua a ser um fenômeno importante para todos os setores. Muitos enfrentarão grandes desafios em 2014 e nos anos seguintes, e não terão outra escolha a não ser mudar radicalmente seus modelos de negócio estabelecidos”, afirma Val Sribar, vice-presidente do Gartner.

O analista observa que, no ano passado, muitos tomadores de decisão focaram na adoção de novas tecnologias para melhorar as operações de negócios por meio de avanços, como “o Nexus das Forças, a convergência de Redes Sociais, Mobilidade, Nuvem e Informação”. Hoje, em contrapartida, os líderes estão mudando significativamente seus modelos e processos de negócio.

Sribar afirma que essa tendência se deve em parte aos desafios impostos pela autonomia dos consumidores e pela commoditização do mercado que são maiores do que no passado e, particularmente, difíceis de serem atendidos pelas empresas tradicionais.

A necessidade de digitalizar os negócios e ser centralizado no cliente também é crucial e requer novas abordagens na entrega de informações, comunicação e transações.

Os líderes e CIOs das empresas devem avaliar cuidadosamente as exigências estratégicas específicas de seus setores, incluindo as demandas dos consumidores e dos seus parceiros, a fim de mapear seus planos de transformação com base na disponibilidade de novas tecnologias, nas mudanças demográficas/comportamentais dos consumidores e nas condições do mercado.

A consultoria aconselha que CIOs e outros líderes de TI e de negócios usem suas previsões e recomendações para entender melhor as forças que estão mudando seu mundo e desenvolver estratégias que atendam às exigências do ambiente dinâmico de negócios.

“A necessidade de adotar modelos de negócios digitais transcende todos os setores e seus diversos impactos estão criando oportunidades de negócio que não eram possíveis no passado”, diz Val Sribar.. As empresas devem responder imediatamente para criar o negócio correto e o roteiro de TI para atender as futuras demandas do mercado”, relata Sribar.

Veja a seguir as principais previsões do Gartner para os próximos anos:

1- Em 2016, um baixo retorno sobre o patrimônio fará com que mais de 60% dos bancos em todo o mundo processem a maior parte de suas transações na Nuvem.

2- Até o final de 2017, pelo menos sete dos dez maiores varejistas multicanal utilizarão tecnologias de impressão em 3D para gerar pedidos de estoque personalizados.

3- Em 2017, mais de 60% das organizações governamentais com um CIO e um diretor digital eliminarão uma destas funções.

4- Em 2017, 40% dos serviços públicos com soluções de medição inteligente utilizarão analíticos de Big Data baseadas na Nuvem para atender às necessidades associadas a ativos, commodities, clientes ou faturamento.

5- Até o final de 2015, um retorno do investimento (ROI) inadequado levará as seguradoras a abandonarem 40% de seus Apps móveis voltados a clientes.

6- A ordem sequencial completa do genoma vai estimular um novo mercado para os bancos de dados médicos, com a entrada no mercado superando 3% até 2016.

7- Até 2017, os gastos com educação online primária e secundária aumentarão 25%, ao passo que as restrições orçamentárias manterão os gastos em categorias educacionais tradicionais estagnados.

8- Em 2018, cerca de 20% do faturamento das 100 maiores empresas virão de inovações resultantes de novas experiências de valor entre setores.

9- Em 2018, a impressão 3D resultará na perda de, pelo menos, US$ 100 bilhões ao ano, em propriedade intelectual, globalmente.

10- Em 2017, 15% dos consumidores responderão às ofertas relacionadas ao contexto com base em seus perfis demográficos e de compra.

11- Em 2015, 80% das empresas da categoria Life Science serão pressionadas por elementos de Big Data, revelando um retorno de investimento pequeno para os investimentos em TI.

 

 

Fonte: CIO

Posted in:

Deixe uma resposta