Investimento em ERP móvel deverá saltar 59% em 3 anos, prevê IDC

Mobilidade está cada vez mais presente nas empresas e está impulsionando o uso de aplicações empresariais em smartphones e tablets. Estudo da consultoria IDC realizado a pedido da sueca IFS, especializada em solução de gestão empresarial (ERP), reforça essa visão. De acordo com o levantamento, hoje, um a cada 10 dólares do orçamento de TI é direcionado para soluções móveis de ERP.

Nos próximos três anos, companhias deverão ampliar em 59% o aporte em tecnologias do tipo mais do que o restante do bugdet de tecnologia da informação. Os dados foram apresentados  durante o IFS World, que abriu ontem e encerra hoje (16/10) em Gotemburgo, na Suécia.

“ERP móvel é realidade”, sentencia Jason Andersson, analista da IDC. Segundo ele, o mundo saiu da era mainframe, modificou-se com a chegada da internet e agora vive a onda da mobilidade. “Agora, plataformas tecnológicas são construídas com essa premissa e ainda com base em conceitos como Big Data, cloud e redes sociais”, completa, dizendo que esse cenário justifica o fato de que empresas estão ingressando com força nesse universo.

De acordo com Andersson, o estudo identificou ainda que 46% das 455 empresas ouvidas em oito países [Suécia, Dinamarca, Noruega, Polônia, Alemanha, Reino Unido, Austrália e Estados Unidos] não têm uma estratégia móvel. Dessas, 14% contam com orçamento para iniciar projetos na área, mas não sabem por onde começar.

Atrativos e barreiras

O levantamento também mapeou atrativos e barreiras da estratégia móvel e identificou que custo de integração e processos são desafios. Das companhias ouvidas, 13% estão preocupadas com o custo de integração com sistemas legados e 12% não adaptaram processos de negócios para soluções móveis.

Segurança também foi citada por 31% dos entrevistados como o maior inibidor. Outros 10% apontaram a política da empresa. Somente 7% das companhias disse que investirão em soluções de mobile device management (MDM) para gerenciar, controlar a aprimorar a segurança dos dispositivos.

Entre os atrativos estão, por ordem, aumento da produtividade e redução de custos, atrair e reter talentos e manter-se competitivo na indústria de atuação, além de poder atualizar dados em tempo real, tornando as informações mais precisas.

“A IDC recomenda que empresas considerem o uso de MDM para garantir proteção aos usuários e dispositivos”, aponta o relatório conduzido por Andersson e Anders Ebbesen, da IDC. “MDM ajuda ainda a apoiar o movimento do bring your own device (BYOD)”, finaliza.

Fonte: DÉBORAH OLIVEIRA

Posted in:

Deixe uma resposta