Negócios superam expectativas no primeiro ano de operação da SPL Fiscal

Os resultados apurados em pouco mais de um ano de operação superaram as expectativas da SPL Fiscal, especializada em serviços de terceirização de processos fiscais (BPO).

A empresa registrou faturamento de R$ 6 milhões, conquistou 45 clientes de diversos segmentos de negócio, como indústria, varejo, automotivo e serviços, entre outros, estima uma receita de R$ 10 milhões este ano e projeta uma expansão de 40% nos seus negócios no exercício 2013.

“Fizemos um plano conservador para o primeiro ano de atividade, que foi superado. Foi um ano interessante”, afirma Marcelo Ferri, diretor de marketing da empresa.

Resultado de uma fusão entre a OutTech Services IT e da Fiscal Líder, que envolveu investimentos da ordem de R$ 2 milhões, a SPL Fiscal desenvolveu para o mercado uma solução, denominada SPL Software, que atende todas as demandas fiscais das empresas.
Segundo Ferri, novas funcionalidades serão implementadas no sistema este ano, para atender as novas obrigações que estão sendo preparadas pelo Fisco, como o e-Lalur, previsto para 2013, e o EFD Social, que deverá entrar em vigor no ano seguinte.
Para atender a demanda do mercado e atingir a meta de contar com 100 clientes em sua carteira no próximo ano, a SPL Fiscal está apostando nas parcerias comerciais.

A empresa lançou recentemente um programa de canais que atende usuários das soluções Microsoft, SAP, Oracle e Baan. Esse time é composto atualmente por nove parceiros, mas o plano é ampliar para 15 até março do próximo ano.

“Mas vamos continuar atendendo diretamente, porém em menor escala”, esclarece Ferri.

No início do ano, a SPL Fiscal formalizou uma parceria com a Sonda IT, para o atendimento dos clientes das soluções da Soft Team que estão inseridas no software de Dynamics AX, plataforma de ERP da Microsoft.

Em 2010, a Soft Team foi incorporada pela Sonda IT. “Nosso objetivo é ajudar a Sonda IT a atender os seus clientes”, diz Ferri, acrescentando que a SPL Fiscal tem feito contato com outros players do mercado para a formalização de alianças.

A SPL Fiscal tem sede em São Paulo e escritórios nos município de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, Rio de Janeiro e Curitiba. A operação conta com 60 funcionários, mas o quadro de pessoal deve crescer 15%.

De acordo com Ferri, a oferta de soluções baseadas no modelo de BPO tem sido bem aceita pelo mercado, principalmente pelas empresas de médio porte, que já concentram a maior parte da demanda da empresa.

Da base de clientes atendidos atualmente pela empresa, 62% são de médio porte e o restante está na faixa das grandes corporações.
“Nesse modelo, os clientes fazem contratações para suprir serviços específicos, como atendimento a recuperação de crédito, geração de SPED etc”, revela.

Fonte: TI Inside

Posted in:

Deixe uma resposta