Contribuinte do Mato Grosso deve usar a CC-e a partir de julho

Os contribuintes do Mato Grosso que emitem a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) devem ficar atentos à exigência de uso da Carta de Correção Eletrônica (CC-e), a partir de 1º de julho.

De acordo com a Secretaria de Fazenda, após essa data não será mais possível utilizar a versão em papel do documento para corrigir erros em campos específicos da NF-e.

O CC-e deve ser usado pelo emitente para sanar os erros após a concessão da autorização de uso da NF-e, pela Secretaria da Fazenda. Os erros que podem ser corrigidos estão relacionados:

1- Às variáveis consideradas no cálculo do valor do imposto, tais como: valor da operação ou da prestação, base de cálculo e alíquota;
2- Aos dados cadastrais que impliquem alteração na identidade ou no endereço de localização do remetente ou do destinatário;
3 – À data de emissão da NF-e ou à data de saída da mercadoria.

Fonte: TI Inside

Posted in:

Deixe uma resposta