A Nota Fiscal Eletrônica está mais acessível às pequenas empresas

É cada vez maior a necessidade de buscar o apoio de ferramentas tecnológicas na gestão das pequenas empresas.

Muitos empresários ainda resistem à implantação da nota fiscal eletrônica e, somente passam a utilizá-la quando obrigados por lei.   Por outro lado, vejo um movimento cada vez maior de empresários que, mesmo estando fora da obrigação legal, já falam em migrar para a nota fiscal eletrônica como forma de otimizar a área administrativa e também reduzir os erros de preenchimento passíveis de punição fiscal, uma vez que o sistema faz uma série de verificações importantes ao fazer a validação da nota.

Para a empresa que já possui um sistema de gestão, só existe vantagem na utilização da nota fiscal eletrônica, pois ela já conta com a estrutura necessária e o ganho com a migração será imediato, tais como: redução de papel, segurança da informação, redução de erros, etc.

Atualmente, com a “popularização” da nota fiscal eletrônica, sua utilização está sendo vantajosa até mesmo para as pequenas empresas, onde o dono “faz tudo”, liberando-o para dedicar mais tempo ao objetivo principal do negócio.   Serviços administrativos e burocráticos fazem parte de qualquer negócio, no entanto, cabe ao empresário encontrar maneiras de simplificar os procedimentos necessários para o bom funcionamento de sua empresa. A utilização de ferramentas tecnológicas é uma delas.

Um cuidado que você deve tomar ao fazer a implantação da nota fiscal eletrônica, é na contratação da empresa fornecedora do software. Entre em contato com os clientes que já utilizam o sistema oferecido e informe-se sobre as dificuldades no uso e, principalmente, no suporte oferecido para resolução dos problemas, que sempre acontecem.

É claro que nenhum sistema, por melhor que seja, funcionará sozinho. Ou seja, você ou qualquer outra pessoa que ficar responsável pela emissão das notas fiscais, terá que se dedicar um pouco e aprender a utilizá-lo corretamente, sob pena de transformar o que era para uma solução, em um grande problema.

Falei inicialmente da nota fiscal eletrônica, mas a ideia é que essa ferramenta seja agregada a um bom sistema de gestão, que normalmente é oferecido a um baixo custo para aquisição do sistema completo. Ou seja, você não estará somente atendendo às necessidades do fisco, mas sim, implantando uma importante ferramenta que lhe auxiliará na administração do seu negócio.

Já as pequenas empresas que ainda não podem investir na aquisição de um sistema de gestão, têm a opção de utilizar o “software emissor NF-e”, que é disponibilizado gratuitamente através do site: www.fazenda.sp.gov.br/nfe. O problema é que não terão um suporte de apoio e o sistema é desenvolvido exclusivamente para emissão de notas fiscais.   Enfim, se você ainda está em dúvida sobre a viabilidade da utilização de um sistema de gestão, ou somente a utilização da nota fiscal eletrônica, consulte seu contador, pois ele poderá ajudá-lo a encontrar a melhor solução.

FONTE: Por Isaac Rincaweski

Deixe uma resposta