Caixa prorroga prazo para adesão ao programa Conectividade Social ICP

As empresas ganharam mais tempo para adesão ao programa Conectividade Social ICP, da Caixa Econômica Federal.

Conforme a Circular nº 566, publicada no Diário Oficial da União, a migração para do modelo atual para o que utiliza o certificado digital ICP-Brasil poderá ser feita até o mês de junho.

A Caixa informa que versão anterior do Conectividade Social continuará disponível para os usuários a partir do ambiente “Conexão Segura”.
Com a prorrogação, a Caixa propõe facilitadores e subsídios para que as empresas estejam incluídas no processo de modernização do Conectividade Social, avalia Fábio Ferreira Cleto, vice-presidente da Caixa.

Na avaliação de Renato Martini, presidente do ITI, o novo prazo reflete uma necessidade comum de ajustes em quaisquer transições tecnológicas. Segundo ele, a prorrogação não configura um atraso, mas uma normalização que vai de encontro aos interesses dos que ainda não adquiriram o certificado digital ICP-Brasil.

O prazo originalmente estabelecido para adesão ao programa, que exige o uso de certificados digitais padrão ICP-Brasil, terminou no dia 31 de dezembro.

Os arquivos gerados pelo programa Sefip (Sistema de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social) são transmitidos pelas empresas à Caixa via internet, em substituição aos disquetes.

As empresas também podem acessar e atualizar informações do FGTS dos trabalhadores, bem como realizar transações de transferência de benefícios à sociedade.

O uso do certificado digital para transmitir os dados relativos ao FGTS só não é exigido para as micro e pequenas empresas do Simples Nacional que possuem até dez funcionários registrados.

Fonte: TI Inside

Posted in:

Deixe uma resposta