Manutenção para Ambiente Nacional da NF-e no domingo, 15

A Receita Federal informa que o Ambiente Nacional ficará fora do ar no domingo, 15, entre 8 e 22 horas, para realização de manutenção do programa, que estava prevista.

Por esse motivos, algumas funcionalidades relacionadas à Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) ficarão indisponíveis aos contribuintes, tais como o acesso ao Portal Nacional da NF-e, cancelamento da nota através do WS NfeCancelamento2 da SVAN, a DPEC (Declaração Prévia de Emissão em Contingência) e o SCAN (Sistema de Contingência do Ambiente Nacional)
SCAN – Sistema de Contingência do Ambiente Nacional.

A Receita Federal esclarece, porém, que as autorizações de NF-e através da SVAN permanecerão operando normalmente.

Em virtude da paralisação, a Secretaria de Fazenda do Mato Grosso adotou os seguintes processos nos postos fiscais:

1 – Operações de Entrada Interestadual:
Registro da operação no COE — A leitura do código de barras busca as informações da NF-e na base da Secretaria de Fazenda para posterior envio do registro de passagem ao ambiente nacional (replicação).

A diminuição da performance (aumento do tempo de atendimento) se dará no caso de indisponibilidade das informações da NF-e no banco de dados da Secretaria de Fazenda. Nestes casos, o DANFE (Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica) será digitado.

2 – Operações de Saída Interestadual:

O registro de passagem da saída é feito no servidor fazendário e replicado para o ambiente nacional. O aumento do tempo de atendimento se dará no caso de emissão de contingência, tendo em vista a necessidade de se digitar os principais dados do documento no servidor fazendário.

3 – Transito de mercadorias por Mato Grosso:

Como não será possível capturar os dados das DANFEs, a digitação de todos os dados impactará no tempo de liberação dos veículos. Sendo assim, conforme o número de DANFE e a movimentação de veículos serão digitadas as cargas com inserção das informações nota a nota ou conforme o caso, e inserida uma informação resumida da carga total (manifesto).

Em Minas Gerais, a SAIF (Superintendência de Arrecadação e Informações Fiscais) esclareceu os motivos que causaram a instabilidade do sistema autorizador da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) na tarde do dia 31 de março.

De acordo com o comunicado nº 001/2011, a instabilidade foi decorrência da atualização e configuração do ambiente para rejeitar as notas emitidas na versão 1.10 após o dia 1º de abril.

“A fim de normalizar a situação a Superintendência de Tecnologia da Informação restaurou todo o seu ambiente à condição anterior, inclusive a versão do sistema, tendo como consequência a possibilidade de autorização
de NF-e com a versão 1.10 do XML após 01/04/2011”, diz o comunicado.

FONTE: TI Inside

bpo_fiscal

Deixe uma resposta