Falta de segurança impede emissão de CPF pela Internet, diz Receita

Apesar de dois anos de pesquisa, o Fisco ainda não encontrou uma maneira de evitar fraudes, afirma coordenadora.
Depois de dois anos de pesquisa, a Receita Federal ainda patina no projeto de emissão do Cadastro de Pessoa Física (CPF) diretamente pela Internet. Em entrevista à Agência Brasil, a coordenadora-geral de Atendimento da Receita Federal, Maria Helena Cotta Cardozo, afirma que o motivo é a falta de segurança na rede mundial de computadores.

Segundo ela, o Fisco ainda não conseguiu encontrar uma maneira de evitar que criminosos usem os dados de outras pessoas para obter o documento. “Ainda não desenvolvemos um sistema capaz de garantir a autenticidade pela Internet”, admite ela.

De acordo com a Receita Federal, também é preciso modernizar as entidades públicas que emitem o documento de graça antes de iniciar a emissão do CPF na web. O processo envolve secretarias de governos estaduais e unidades do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que fazem mutirões em áreas rurais.

Pelo sistema atual, a emissão do CPF é instantânea, mas isso não significa fim da burocracia. É preciso que o cidadão vá até um posto de atendimento. O contribuinte pode receber o número do CPF nas agências do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e dos Correios, e pegar o número impresso em papel. Feito isso, é preciso entrar no site da Receita para imprimir o comprovante de autenticidade do documento. O serviço sai por 5,70 reais.

Fonte: IDG Now

 

Posted in:

Deixe uma resposta