No Rio, 90 pessoas são denunciadas por crimes tributários e corrupção

Empresários do ramo petrolífero, contadores e até mesmo fiscais de renda foram denunciados por envolvimento em crimes tributários e de corrupção no Rio de Janeiro, informa a Agência Brasil.

A denúncia da Coordenadoria de Combate à Sonegação Fiscal do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) atinge no total 90 pessoas. O valor do débito tributário apurado, com multa incluída, supera os R$ 112 milhões.

De acordo com Mateus Pinaud, promotor da Coordenadoria de Combate à Sonegação Fiscal (Coesf), o ramo petrolífero é tradicionalmente uma área de muita sonegação no Estado do Rio.

As empresas do setor têm muitos créditos constituídos já em dívida ativa, porque foram autuados sonegando e não recolheram aos cofres públicos o valor que a Secretaria de Fazenda apurou.

As denúncias de corrupção foram encaminhadas à 33ª Vara Criminal da Capital e incluem.

Entre os 90 denunciados, 40 respondem somente pelo crime de corrupção ativa. As demais denúncias se referem à sonegação de impostos cometida por empresas de diversos ramos, como indústrias, restaurantes e postos de gasolina.

Fonte: TI Inside

auditoria_sped

Posted in:

Deixe uma resposta