Brasil é o 3º país onde empresas mais sofrem fraude

O Brasil é o terceiro país em que as empresas mais registraram casos de perdas devido a fraudes, segundo uma pesquisa da Kroll e da Economist Intelligence Unit divulgada nesta segunda-feira, 18. A China aparece em primeiro no ranking, seguida pela Colômbia. O estudo ouviu executivos de 800 companhias.

Do total de empresas consultadas, 90% declararam ter sofrido algum tipo de fraude no Brasil nos últimos 12 meses. Na Colômbia, 94% tiveram problema com fraude ; na China, 98%. Apesar de ter ainda uma situação “preocupante”, diz o estudo, o País teve uma leve queda em relação aos 92% da pesquisa anterior, feita um ano antes.

“Sem dúvida, o Brasil tem um sério problema com fraudes”, afirma o estudo. Em três categorias, o Brasil está acima da média de todas as regiões do mundo: roubo de informações, fraude feita por fornecedores e lavagem de dinheiro. Das empresas ouvidas, 43% disseram ter sofrido fraude do primeiro tipo, 27% do segundo e 17% do terceiro.
Uma constatação curiosa da pesquisa é que as empresas brasileiras não têm clareza do tamanho do problema. O número de executivos que disse estar muito ou um pouco vulnerável a esse tipo de crime é o mesmo da média mundial (entre 33% e 38%).

Fraude eletrônica supera física

O estudo constatou também que a fraude eletrônica em empresas superou o roubo físico pela primeira vez. Do total de companhias ouvidas, 27,3% sofreram roubo de informações por meios eletrônicos; um ano antes, essa proporção era de 18%. Já roubos físicos caíram de 18% para 27,2%.

Fonte: Estadão

auditoria_sped

Posted in:

Deixe uma resposta