Jucerja orienta novos procedimentos a contadores e vai agilizar processos

A partir do dia 31 de março estará em operação no município, na antiga sede da Estação Ferroviária, em Campos Elíseos, a Delegacia da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja), que vai efetuar o registro dos atos relativos às empresas, prestar informações sobre as empresas a órgãos públicos, entidades públicas e privadas, ao público em geral e a outras juntas comerciais. Além disso, vai zelar pelo cumprimento das leis e diretrizes relativas ao Registro do Comércio, traçadas pelo Departamento Nacional de Registro Comercial.

Ontem, o superintendente de informática da Jucerja, José Luciano da Silva, participou de um encontro com contadores e empresários da região, no auditório da representação regional da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), no bairro Jardim Jalisco. “A delegacia inaugurada na cidade vai fazer o protocolo e julgamento dos processos dos registros empresariais da região. Discutimos a autenticação dos livros mercantis que voltou a ser feita pela Jucerja e com a delegacia os contadores também poderão fazer na própria cidade”, explica, ressaltando que a Jucerja está ingressando na era digital para evitar fraudes e modernizar todo o trâmite de informações. “As fraudes irão acabar e evitaremos falsificações. Estamos procedendo tudo via Sistema Regin, onde o contador faz toda uma prévia e não precisa ir à Receita, à Fazenda Estadual, à Jucerja e a prefeituras. Faz tudo pelo site da Jucerja e a documentação deve apenas ser apresentada na delegacia de Resende. O procedimento de cadastro de empresas que atualmente demora de 30 a 40 dias vai durar cerca de dois dias”, observa José Luciano da Silva, que falou ainda sobre o Sped Contábil e Fiscal, pelo qual as empresas de lucro real serão obrigadas a apresentar a autenticação eletrônica do livro mercantil junto à Jucerja.

Para os contadores o encontro foi satisfatório e a nova delegacia da Jucerja será instalada em momento propício. “Já era hora de termos na nossa região uma delegacia para acelerar os processos das empresas. Este encontro foi excelente”, opinou o contador Ubirajara Ritton. Já o também contador Rubens da Silva espera pela abertura de novas empresas. “A média mensal de cinco processos de abertura de empresas tende a ser ampliada. Isso é bom para a economia da cidade”, frisa.

Fonte: A Voz da Cidade

 

Posted in:

Deixe uma resposta