Gasto global com TI em 2010 retoma patamar pré-crise

Recuperação da economia permitirá crescimento de 3,2% no orçamento total destinado à tecnologia. Cloud computing será um dos motores para o aquecimento da indústria.

De acordo com previsões do International Data Corporation (IDC), os gastos globais com TI devem recuperar os níveis alcançados em 2008, algo em torno de 1,5 trilhão de dólares; um crescimento de 3,2% em relação a 2009.

Para o analista chefe do IDC, Frank Gens, o ano de 2010 inicia com um movimento visível de recuperação, o que pressiona para cima os gastos e gera oportunidades para diversas transformações nas infraestruturas de tecnologia.

O motor do aumento dos gastos serão os mercados emergentes, responsáveis por mais da metade do novo crescimento da indústria em 2010. Os países do bloco denominado BRIC (Brazil, Rússia, Índia e China) serão responsáveis por 8% a 13% dos gastos globais.

O movimento, segundo o IDC, causará impacto em todos os segmentos da tecnologia. O mais evidente é o cloud computing, que iniciará um processo mais acelerado de evolução e vai gerar grandes oportunidades para a indústria. O processo de busca por maturidade e lucratividade com computação em nuvens permite também uma nova onda de fusões, aquisições e parcerias.

As aplicações de negócios integradas com as redes sociais devem ganhar ainda mais força e a indústria mostrará um interesse renovado em TI Verde, desfiando a indústria a encontrar maneiras de otimizar uso de energia e desenvolver métodos verdes de descarte de materiais.

O IDC destacou, também, o setor de telecomunicações como um dos que experimentará recuperação expressiva, com 3% de crescimento. O retorno aos investimentos em IP e tráfego de dados nos mercados maduros e o forte avanço da mobilidade em países emergentes proporcionará a recuperação.

Fonte: Por Redação da COMPUTERWORLD

 

Deixe uma resposta