Hospira adota modelo SaaS para se adequar a NF-e

Especializada na área de logística do setor farmacêutico, a Hospira optou pelo serviço de nota fiscal eletrônica prestado pela NFe do Brasil para se adaptar às novas regras. O serviço implica emissão e gerenciamento das notas fiscais eletrônicas, cujo volume emitido pela Hospiraé de 300 notas por mês.

Usuária dosistema de gestão empresarial R/3, da SAP,a Hospira demandava interfaces de integraçãocom abase de dados da NFe do Brasil para liberação ao sistema de logística da transportadora. Depois que o documento (DANFE) é gerado, os dados são armazenados no datacenter da NFe do Brasil, alémde ser liberado para logística da transportadora.

Miguel Habib, responsável pela emissão de notas na Hospira, conta que chegou a analisar a solução disponibilizada pela Secretaria da Fazenda, mas logo desistiu porque precisava de uma opção mais simples e funcional.”O software distribuído pela Sefaz é gigante e precisaríamos ter conhecimento tributário para entender os termos. Não valia a pena investir em ter esse expertise dentro de casa”, explica.

Além do aprendizado sobre os campos novos do modelo digital, a empresa também enfrentou desafios na implementação pelo perfil de atuação: “dados dos produtos, da carteira de clientes e da transportadora têm que ser completados. E cada empresa tem suas características. Na Hospira, por exemplo, não emitimos apenas notas de vendas, temos também notas de importação”, observa Habib, destacando que a garantia de segurança da informação no processo também foi bem avaliado na contratação do serviço.

Fonte: Decision Report

Deixe uma resposta