Fabricantes de vidro plano se apressam na implantação da nota fiscal eletrônica

Mais de 275 milhões de notas fiscais eletrônicas foram emitidas desde que o Ministério da Fazenda determinou a implantação do sistema digital no ano passado, quando se tornou obrigatório para diversos segmentos da economia, gradativamente. Os fabricantes e atacadistas de vidro plano e de segurança se preparam para a mudança efetiva a partir do dia 1º de setembro.

Dados da Abividro (Associação técnica brasileira das indústrias automáticas de vidro) revelam que, apesar de ligeira queda no volume importações, o ano passado foi marcado por um expressivo aumento de investimentos, saltando de 37 milhões de dólares (2007) para 230 milhões de dólares (2008). O faturamento desse segmento que fornece vidro plano para a indústria da construção, automotiva e linha branca foi superior a 1,2 bilhões de reais.

“Trata-se de um segmento bem estruturado e que certamente se beneficiará muito com a substituição dos processos manuais pelos digitais, com validade jurídica para todos os fins”, diz Wagner Oliveira, diretor da Versifico Web Solutions, empresa do grupo Online Brasil.

Na opinião do executivo da Versifico, os fabricantes de vidro plano não devem deixar para implantar o sistema de emissão de NF-e às vésperas da obrigatoriedade. “Este mês é ideal para dar início ao processo da implantação, já que a indústria terá tempo suficiente para uma adaptação sem grandes impactos. Quanto mais cedo substituírem os documentos em papel pelos eletrônicos, que serão compartilhados entre a Receita Federal e as Secretarias da Fazenda dos Estados e Municípios, mais benefícios terão”.
Oliveira diz que a principal preocupação das empresas é a adaptação dos profissionais que trabalham no departamento financeiro, já que precisam aprender a cadastrar os clientes, os produtos, as transportadoras, e – muito importante – aprender a digitar, validar, assinar e transmitir a NF-e.

Deixe uma resposta